Terça-feira, 29 de Maio de 2007

TEMA 1: REDES E CONTEXTOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO

Todos nós somos bombardeados por proclamações e por previsões referentes a um futuro computacional, no qual tudo o que se possa imaginar será alterado pela revolução digital.

            Os ciberutópicos louvam os milagres da era digital. Por outro lado, os cibercríticos avisam-nos dos terríveis perigos. Quer para melhor, quer para o pior, ambos os lados concordam apenas em que as coisas ainda mal começaram. Que de facto o que existe hoje não passa de uma pálida imitação do que há-de vir.

            Aquilo que alguns consideram um simples aspecto – a aprendizagem – mas que, de acordo com um número crescente de pessoas, representa o problema mais importante que a sociedade tem que enfrentar perante o mundo tecnológico.

             A tecnologia pode influenciar o indivíduo desde criança, quer pelo seu lado negativo, quer pelo seu lado positivo. Por exemplo, existem crianças que utilizam os computadores para jogar; para visitarem sites de violência, de pornografia, prostituição, entre outros. Estas crianças acabam por passar a maioria do tempo em frente a um computador e quase não têm contacto com a natureza e com o mundo social e real que gira à sua volta. Por outro lado existem crianças que utilizam os computadores para pesquisa de trabalhos escolares, para observarem as notícias e o mundo, estas crianças fazem o uso da tecnologia de uma forma positiva e não abusiva. O principal objectivo é saber usar a tecnologia de uma forma inteligente.

            Uma das razões para sermos optimistas deriva da existência de uma maior liberdade de acção para as decisões individuais, em relação ao que as tecnologias anteriores permitiam.

            É que estamos a falar acerca de uma tecnologia pessoal e maleável, de uma tecnologia que pode ser moldada em casa de cada um, e que está limitada apenas pela nossa imaginação e persistência a que estamos dispostos a ter.

            Sem dúvida que a tecnologia se for utilizada de forma correcta ajuda-nos no nosso contexto de formação e educação ao longo da vida, não só em termos pessoais mas também em termos sociais.   

“ A minha mensagem é de que depende de si, muito mais do que aquilo que poderá pensar, o delinear do seu futuro e do dos seus filhos, no que diz respeito ao computador”.   (Seymour Papert)

publicado por docrisivomar às 16:02
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Claudia Fernandes a 29 de Maio de 2007 às 17:33
"Uma das razões para sermos optimistas deriva da existência de uma maior liberdade de acção para as decisões individuais, em relação ao que as tecnologias anteriores permitiam". Na minha opinião, as novas tecnologias devem sempre permitir-nos chegar onde não conseguíamos chegar antes. Isto em todos os aspectos da vida, sendo e educação mais um.
De Raquel Cruz a 29 de Maio de 2007 às 17:37
Eu acho que as tecnologias sao uma forma de nos ajudar no nosso dia a dia, cada vez existem mais soluções para algumas limitaçoes que existem no nosso pais graças as novas tecnologias, mas claro que em exagero tudo pode ter consequencias negativas. No nivel da educação acho que so pode trazer coisas boas.
De Vania relvas a 29 de Maio de 2007 às 17:52
Mundo da Internet tornou-se tão importante em todo o mundo, primeiramente, porque permite de uma forma rápida a comunicação entre pessoas a longa distancia. Isto pode aplicar-se a empresas multinacionais, familiares que se encontram noutros paises e afins.

Já ninguem consegue viver sem o "mundo maravilha" onde toda a informação k precisarmos vamos lá e lá está ela.

Mas como não há sim sem senão, o tudo k podemos encontrar é mesmo tudo e para vários gostos. e aí é necessario "saber usar a tecnologia de uma forma inteligente. "
De Anónimo a 29 de Maio de 2007 às 18:04
O aspecto das crianças é importante focar, costuma-se dizer que "de pequenino se troçe o pepino". E a educação dos mais novos passa pela escola e pelo ambiente familiar.
há facil acesso á net nas escolas, com uma boa intenção de estudo e pesquisa. Como o mundo cibernautico tem tanto para oferecer, a tentação de visitar sites de pornografia, como é referido,´pode ser satisfeita.
já k há programas e programinhas para tudo e para nada, porque não fazerem um programa que impeça as crianças de visitarem certos sites? È uma sugestão.
De Anónimo a 29 de Maio de 2007 às 21:48
O ser humano de hoje, face a todas as evoluções tecnológicas, é um ser em constante modificação, pois hoje em dia se formos postos num ambiente que nao seja o nosso nao iriamos conseguir sobreviver pois nao saberiamos distinguir o que seria bom para nós do que não seria...(imaginem nós adolescentes muito virados para as tecnologias...deixados numa floresta sem nd do q estamos habituados...de certeza q nao nos iriamos safar mto bem...nem c o nosso instinto de sobrevivencia em alta isto porque os nossos pares cranianos nao estao desenvolvidos para "coisas" que nao constam do nosso "habitat" natural)
Bem isto tudo para dizer que é graça as evoluçoes tecnologicas que nos podemos considerar uma especie superior mas ao mesmo tempo uma especie inferiror....e é claro que td o que é tecnologico é essencial pois hj nao somos nda sem essas coisas...qnt ao uso e abuso da internet, este inicia-se no seio familiar...se a criança for ensinada a usar a ineternet para pesquisas que contribuam para o seu desenvolvimento cognitivo é claro que vai ter um importante papel no seu desenvolvimento!!!caso isto nao aconteca bem podemos esperar que o nmr de crimininalidade entre outros continue a aumentar ao longo dos poucos anos que ainda restam ao nosso planeta!
De João Filipe Oliveira a 30 de Maio de 2007 às 00:11
Há que frisar bem a importância que as novas tecnologias tiveram (e têm) para a evolução da nossa sociedade. No entanto, a tecnologia tem vindo a ser utilizada de uma forma pouco correcta, principalmente, por parte das crianças.
Uma criança com acesso à internet em casa alem de facilmente consultar sites impróprios, começa a criar hábitos que não são minimamente saudáveis para seres tão pequenos... se já agora dizemos que eles passam dias em frente ao computador, a navegar na internet, em salas de chat , e tantas outras coisas... podemos começar a pensar que o futuro dessas crianças não será minimamente feliz... serão crianças que começam desde já a perder um pouco das relações humanas (cara-a-cara) e habituam-se a uma vida cheia de facilidade de comunicação mas vazia em termos de sentimentos...

Se me dizem que estes avanços da tecnologias são apenas uma miragem em relação ao que está para vir... espero estar cá para dizer: "Não obrigado!"

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.posts recentes

. OLÁ

. TEMA 1: REDES E CONTEXTOS...

. TEMA 2: DEMOCRATIZAÇÃO DO...

. TEMA 3: ABORDAGENS EDUCAC...

. TEMA 4: OS PROCESSOS COLA...

. TEMA 5: . IMPACTO DAS COM...

.arquivos

. Maio 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds